Como podemos te ajudar?

Curso de Enfermagem promove palestra educativa sobre o coronavírus

Infectologista Dra. Carmelinda Lobato foi convidada pela Faculdade Única de Ipatinga para informar e esclarecer dúvidas a respeito desse assunto

por Caroline Bacelar

Na última terça-feira (10), a Faculdade Única de Ipatinga sediou em um de seus auditórios uma palestra educativa sobre o COVID-19, o coronavírus. Organizado pela coordenação do curso de Enfermagem e aberto a toda comunidade, o evento foi mediado pela doutora Carmelinda Lobato, infectologista que está à frente dessa situação na região do Vale do Aço.

Lotação máxima do auditório 324 no momento da palestra educativa

Durante toda a palestra, foram repassadas informações a respeito do vírus, formas de contaminação, sintomas, precauções, entre outras recomendações relevantes. Segundo a doutora Carmelinda, “quando nos deparamos com um paciente com suspeita de infecção por COVID-19, o primeiro procedimento é retirá-lo da aglomeração e levá-lo para a triagem. Enquanto profissionais de saúde, temos que garantir que o paciente seja triado, atendido e liberado rapidamente. Além de repassar a ele uma forma adequada de higiene respiratória, garantir a limpeza do ambiente com álcool ou desinfetante”.

Diante de um cenário receoso e alarmado, alguns dados podem ser repassados de forma deturpada, fator que causa mais pânico geral em detrimento de uma boa política de prevenção a doenças contagiosas. Existem vários cuidados que podem ser tomados para evitar o contágio ou transmissão do coronavírus, tais como lavar frequentemente as mãos com água e sabonete por no mínimo 20 segundos, limpá-las também com álcool 70%, evitar tocar nariz, olhos e boca, ter sempre um lenço ao tossir e espirrar e, fundamentalmente, estar com as vacinações em dias, uma vez que as contaminações são mais fáceis em indivíduos com baixa imunidade. O conhecimento sobre o vírus bem como passar informações corretas também são uma excelente medida preventiva, por isso é importante participar de palestras educativas e se manter bem-informado a respeito da doença.

Muitas informações relevantes a respeito do coronavírus foram transmitidas por meio do evento

Um pouco mais sobre o Coronavírus

Descoberto na década de 1960, um novo agente do vírus se propagou em grande escala em 2019 na China, fator que tem causado bastante alarde na população mundial devido ao risco epidemiológico iminente. Causador de infecções respiratórias, o coronavírus se propaga pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, contato com objetos e superfícies contaminadas.

Uma das dificuldades em identificar e controlar a propagação da doença deve-se à semelhança de seus sintomas aos de uma gripe forte. Então, a qualquer suspeita de infecção em indivíduo que esteve em países de risco nos últimos 15 dias antecedentes à aparição dos sintomas, deve-se entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima. Por parte dos profissionais da saúde, todos os casos suspeitos atendidos deverão ser notificados e discutidos imediatamente com a vigilância epidemiológica e repassados ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância à Saúde.

Postar um Comentário